CLEAR CHANNEL


sobre a mídia

Uma mídia, infinitas possibilidades.
A Clear Channel está nas ruas, onde a vida acontece, por isso aproxima pessoas e marcas por meio de seu mobiliário urbano com tecnologia de ponta e que proporciona ações criativas e em multiplataforma.

Há alguns anos, um ponto de ônibus era apenas um poste, uma estaca de madeira na calçada. Hoje, o que se vê nas grandes cidades é um abrigo que protege da chuva ou do sol, dá informações sobre horários e linhas em totens com telas digitais e disponibiliza wifi, recarga de celular e conexão USB. Em alguns lugares do mundo, também é ponto de bike sharing. Em breve, será uma gôndola digital do supermercado para quem quiser esperar fazendo compras e solicitando o delivery. Ou, ainda: será o provador virtual da loja que está na parada seguinte e onde você pode buscar as roupas que já “experimentou” e comprou pelo celular.
Nas mãos de empresas de mídia como a Clear Channel, o ponto de ônibus, o relógio de rua e outros mobiliários urbanos viraram mais do que plataformas de publicidade. Cada vez mais prestam serviço à população – como horário, temperatura, trânsito, placar do jogo de futebol, e por aí vai. “Somos uma empresa que ajuda a cidade a resolver seus problemas e se financia através de mídia”, diz Lizandra Freitas, presidente da Clear Channel.
A multinacional, presente em 23 países nos cinco continentes e no Brasil desde 1999, explora mídia exterior nas ruas do Rio de Janeiro, Curitiba, Campinas e Belo Horizonte.
Enquanto nos Estados Unidos, com exceção de Nova York, o out of home se apoia majoritariamente em outdoors, o modelo que o Brasil segue hoje é mais similar ao da Europa, com uma cobertura maior, porém menos invasiva, disruptiva da paisagem, respeitando a arquitetura do local. “O que acaba acontecendo é que, depois da televisão, somos a última mídia de massa que existe. E as pessoas estão ficando pouco em casa. Quando estão, prestam mais atenção ao computador e ao telefone celular. Os grandes anunciantes estão com dificuldade de alcançar o público dentro do domicílio. Fora, além do mobile marketing, a única outra mídia que consegue falar com as pessoas é a mídia exterior”, analisa a executiva.
Esse é um dos fatores que fizeram bons ventos soprarem na direção do out of home, mesmo após a Lei Cidade Limpa, em 2006. A digitalização do meio também ajudou ao amadurecimento e crescimento do setor. “O digital proporciona a integração do on com o off. Existem dados expressivos de que o OOH é uma das mídias mais eficazes para gerar tráfego para o mobile.”
Por outro ângulo, uma plataforma digital cria condições de coleta de dados e melhor inferência de quem é o público que está passando em frente dos ativos. “Somos geolocalizados por natureza. Nossa mídia é ponto de referência”, diz Lizandra, que comenta sobre a procura da Clear Channel por empresas de telefonia que querem usar o wifi do mobiliário urbano. “Consigo ser muito mais exata na minha geolocalização do que qualquer triangulação que o telefone celular faz.”
Essa modernização do segmento é recente, iniciada por volta de 2012, quando multinacionais e empresas controladas por fundos internacionais viraram os principais players no mercado brasileiro. “O Brasil começou atrasado, mas saiu dando alguns saltos”, acredita Lizandra. Por estar em expansão, o OOH nacional tem trazido as últimas novidades em tecnologia. “Temos um dos maiores percentuais de digitalização do meio. Outro exemplo é o Mapa OOH. Enquanto o mundo todo já tinha uma pesquisa, o Brasil não tinha nada. Agora implementamos o que há de mais moderno”, explica. A Clear Channel é uma das empresas fundadoras do projeto que trouxe essa mensuração para o país. “Um dos objetivos do Mapa é dar à mídia OOH a participação que lhe é devida”. Hoje com 3% do bolo publicitário, segundo dados da Kantar Ibope Media, o segmento quer se igualar ao resto do mundo, onde o share é, em média, de 10% - em alguns lugares, chega a 16%. “A gente acredita no potencial da mídia aqui. Mas antes havia restrição com os grandes clientes, que não conseguiam anunciar porque não tinham como medir o resultado. Existia uma dificuldade de justificar o investimento para as matrizes das multinacionais que, muitas vezes, ficam em países onde a medição de audiência é realidade faz tempo. O Mapa OOH é uma ferramenta essencial para o anunciante ficar mais confortável na justificativa de escolha de mídia.”


O RELÓGIO QUE PARECE UM CELULAR
A Clear Channel oferece vários formatos de mobiliário urbano, como newsstand media, outdoor, painéis e empena digital. O relógio digital da cidade do Rio de Janeiro é o ativo que mais proporciona ações inovadoras e de integração digital, como o retargeting mobile.
A inovação desse ativo vai desde WiFi, beacons e retargeting mobile (que permitem enviar mensagens para os celulares de quem passa pelo relógio) em toda a rede, passa pela coleta dados de origem e destino, até por ser um computador. “O cliente pode alterar o conteúdo por peça, por horário, por target. Existe uma flexibilidade muito grande de mensagem, que pode estar ligada ao trânsito, temperatura, momento do dia, localização, e tudo isso combinado. O que se consegue fazer em uma mídia mobile, a gente faz no relógio”, conta a presidente. “É tão online que digo que é um celular de dois metros quadrados”.
Diferentes cases ilustram a versatilidade desse ativo. A ZAP Imóveis criou peças específicas para falar com cada bairro, depois de rastrear as hashtags mais usadas pelos moradores da região, e assim instigar o cliente em potencial a identificar o local ideal para morar. Em Copacabana, a preferência por comida japonesa foi o foco do anúncio, por exemplo. “Era estático, não houve tecnologia envolvida, apenas um bom uso da mídia”, avalia Lizandra.

  • Nome Fantasia: CLEAR CHANNEL
  • Razão Social: Brasil Outdoor Ltda.
  • CNPJ: 03.689.099/0003-30
  • Endereço: Rua Funchal, 551 Bairro: Vl. Olímpia
  • Complemento:
  • Cidade: São Paulo Estado: SP CEP: 04551-060
  • Telefone: (11) 2133.5800
  • E-mail: marketing@clearchannel.com.br
  • Website: www.clearchannel.com.br
  • Contato Comercial: Rick Nelson

principais executivos

comercial

informações técnicas

  • Praça em que atua: Rio de Janeiro, Curitiba, São Paulo, Belo Horizonte, Campinas, Sorocaba, ABC, Ribeirão Preto, Interior de São Paulo e mais 28 países.

endereÇo

Rua Funchal, 551 Vl. Olímpia - São Paulo - São Paulo - CEP: 04551-060